Olá Visitante,

Céu nublado com chuva moderada

São Ludgero

25° 19°

Notícias / Geral

Serra liberada, mas com restrições

Corvo Branco segue bloqueada

Repórter Sul é autor deste post!

Publicado por Repórter Sul em 08/02/19 10h43
0 Comentários

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Serra liberada, mas com restriçõesFoto: Daniel Búrigo / A Tribuna

Depois de quase 72 horas bloqueada, a Serra do Rio do Rastro, em Lauro Müller, teve o trânsito novamente liberado.  Mas os motoristas que quiserem subir ou descer a SC-390 ainda encontrarão pelo caminho as barreiras feitas pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv). Isso porque não são todos os tipos de veículos que podem transitar pelo local. 

Estão liberados os veículos de passeio, motocicletas, ônibus e caminhões de um eixo com até seis toneladas. “A Polícia Militar Rodoviária vai continuar fazendo o controle de acesso para que passem apenas esses veículos que foram liberados e para que não tenha uma deterioração da pista da Serra do Rio do Rastro”, explica o secretário em exercício da Defesa Civil Estadual, Diogo Bahia Losso. 

A interdição da rodovia teve início na noite da última segunda-feira, após policiais rodoviários constatarem um afastamento da mureta de proteção e da pista, causado por rachaduras na estrada. De posse da informação, o Governo do Estado decidiu fechar preventivamente a serra para analisar o risco.

Na quarta-feira à tarde, após uma vistoria realizada por engenheiros do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) e pelo coordenador regional da Defesa Civil, Rosinei da Silveira, foram liberados R$ 200 mil pela Secretaria da Fazenda para obras emergenciais no ponto em questão. 

Os trabalhos começaram ontem e a previsão é de que ficassem prontos até amanhã, porém, a finalização foi mais rápida que o esperado. “Essa obra foi pontualmente no local onde havia o risco de desmoronamento do barranco e da mureta de proteção. Foi feito um paliativo, de forma emergencial, para que fixasse a barreira de proteção lateral”, declara Losso. 
“Assim, mesmo que de forma precária, podemos liberar o tráfego de veículos e restabelecermos novamente a ligação entre Planalto, Serra e Sul”, pontua o secretário em exercício. 

Solução para as encostas

Losso também comentou que o Estado está dando andamento à burocracia para que possam ser iniciadas as obras de contenção de encostas na SC-390. A liberação dos recursos de mais de R$ 19 milhões ocorreu no fim do ano passado pelo Governo Federal e serão destinadas a serviços de proteção dos paredões em 22 pontos críticos levantados pela Defesa Civil.

“As obras definitivas na serra, até as de contenção, vão demandar mais um tempo. Os projetos já foram feitos e agora a Defesa Civil está providenciando os planos de referência para que em março haja efetivamente a liberação dos recursos e para que possamos licitar. Queremos ainda esse ano começar as obras para resolver em definitivo a situação da Serra do Rio do Rastro”, afirma Losso. 

Corvo Branco segue bloqueada

A interdição da Serra do Corvo Branco ainda deve se estender pelo menos até o começo da semana que vem. A rodovia também está bloqueada por problemas estruturais da pista e recebe obras da Secretaria de Estado da Infraestrutura.

O trecho está programado para receber a sinalização e as defensas metálicas na segunda-feira, o que deve ser o último detalhe dos trabalhos emergenciais. “Depois que as obras foram concluídas, nós vamos fazer novamente uma vistoria no local para saber se podemos liberar, o que deve ocorrer, mas também de maneira precária, com restrição de veículos”, coloca o secretário interino. 

Turistas aguardavam em pousada

A notícia da liberação da rodovia era o que a Roseli Silvano Paim esperava ouvir desde o começo da semana. Ela é proprietária de uma pousada, restaurante e café na serra e viu o seu movimento cair por conta da interdição. 

“Nós tínhamos um pessoal que vinha do Rio de Janeiro para passar o fim de semana, mas eles cancelaram, porque todo mundo que vem para cá quer subir a serra, ir até o mirante. O prejuízo aqui para nós é grande”, comenta Roseli.

Um outro grupo do Paraná que chegaria à pousada na terça-feira decidiu ficar mais um dia em Florianópolis, mas seguiu para Lauro Müller, via BR-101, e deu entrada na quarta-feira. “Eles ficaram aqui na esperança de que seja liberado, porque sem poder subir a serra acaba ficando um passeio meio chato, a intenção de todos é conhecer a serra”, relata. 

De acordo com dados da PMRv, passam pela rodovia diariamente uma média de quatro mil veículos, chegando a 12 mil durante o fim de semana. Interessadas em saber se já poderiam transitar pelo local, muitas pessoas ligavam para a pousada para ter informações.

“É um telefonema atrás do outro, muitas pessoas perguntando se está liberada, quando vai liberar. A gente pensa que poderia liberar pelo menos meia pista ou só para motos, mas ao mesmo tempo a gente entende que não pode por segurança”, afirma. 

Caminhões pesados

Conforme informações das vistorias realizadas essa semana e também durante os últimos anos, dois fatores principais contribuíram para a deterioração da pista na Serra do Rio do Rastro: eventos climáticos (em especial as enxurradas) e o tráfego de caminhões pesados. 

Moradora e proprietária de restaurante há 22 anos no local, Roseli confirma que são muitos os veículos carregados que passam pela rodovia todos os dias. “Na verdade é muito peso em cima de uma rodovia, muito caminhão pesado, a gente fica impressionado. Claro que a gente tem o maior respeito por eles, a gente sabe que encurta muito o caminho passar por aqui, mas a nossa serra é especial, é uma estrada especial”, observa.

Ela teme pela conservação da pista caso o trânsito seja novamente estendido a todos os tipos de veículos. “Se continuar com esse peso, é visto que não vai aguentar, tem que pensar na estrutura da estrada. E tem também que se fazer uma boa manutenção, uma limpeza nas canaletas para a água escorrer sem problemas. Às vezes é preciso um pouco mais de carinho nesse tratamento”, declara. 

Fonte: Portal 4oito

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Serra liberada, mas com restrições

Enviando Comentário Fechar :/