Olá Visitante,

Períodos nublados com chuva fraca

São Ludgero

19°

Notícias / Segurança / Florianópolis

Moradores de SC alertam para golpes de falsos fiscais da Vigilância Sanitária

No mês de julho foram registrados dois golpes em Florianópolis e um em Balneário Camboriú; vítimas comunicaram as autoridades

Repórter Sul é autor deste post!

Publicado por Repórter Sul em 20/07/21 18h02
0 Comentários

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Moradores de SC alertam para golpes de falsos fiscais da Vigilância SanitáriaFoto: Pixabay

Moradores de Florianópolis e de Balneário Camboriú relatam tentativas de golpes de falsos fiscais da Vigilância Sanitária. Com isso, a Prefeitura da Capital emitiu um alerta sobre as ocorrências e explicou  como os agentes do órgão realmente trabalham.

Para a aplicação do golpe, o suposto fiscal entra em contato com a pessoa para agendar uma vistoria, pedindo o WhatsApp e um código de verificação.

No entanto, segundo a Prefeitura, a Vigilância Sanitária não trabalha com este tipo de abordagem, pois um dos princípios da fiscalização é que ela seja feita de surpresa, sem ligações pelo WhatsApp, para que seja eficaz em comprovar as irregularidades.

Entre os dois casos que ocorreram em Florianópolis, um foi na semana passada e o outro foi nesta segunda-feira (19). Já em Balneário Camboriú, Larissa Bender, de 23 anos, funcionária de um restaurante do município recebeu a ligação há três semanas.

Como foi o golpe em BC 

Segundo Larissa, ela estava no estabelecimento quando atendeu a chamada de alguém que se identificava como fiscal da Vigilância Sanitária. Ela conta que a pessoa era muito formal e cordial, o que não a fez pensar que era golpe.

O falso agente afirmou que havia recebido uma denúncia de que o restaurante estava permitindo a entrada de pessoas sem máscara. Depois, fez uma série de perguntas sobre as medidas que o estabelecimento estava seguindo para o combate à Covid-19.

“Ele era muito convincente e muito sério”, disse Larissa. No final das diversas perguntas ele pediu o número de celular para enviar o protocolo da ligação. “Eu não quis passar o meu número, comecei a suspeitar. Mas ele continuou insistindo que realmente precisava me enviar o código”, conta a funcionária.

Moradores de SC alertam para golpes de falsos fiscais da Vigilância Sanitária

Ao conseguir o número de WhatsApp da vítima, o falso fiscal enviou um código e pediu que ela confirmasse o número de protocolo que aparecia para ela. “E foi aí que eu vi que era golpe mesmo, pois na hora de verificar a mensagem aparecia “para acessar sua conta em outro dispositivo, digite o código XXX”.

Assim que os golpistas conseguem o código eles acessam o WhatsApp da pessoa de outro lugar, podendo clonar e/ou usar para outros fins sem a vítima perceber.

Após ver que era golpe, Larissa encerrou a ligação na hora. O mesmo número continuou a ligar, mas ninguém atendeu mais.

O que fazer

Ao receber mensagem semelhante, a orientação é encaminhar um “print” da tela para o contato do plantão da Vigilância Sanitária, no número (48) 98412-2992.

O número apenas recebe ligações pelo WhatsApp, não sendo possível ligar para ele. As imagens das mensagens de golpe serão enviadas diretamente para a Polícia Civil de Santa Catarina, que já está ciente da aplicação desses golpes.

Fonte: ND+

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Moradores de SC alertam para golpes de falsos fiscais da Vigilância Sanitária

Enviando Comentário Fechar :/