Olá Visitante,

Períodos nublados

São Ludgero

28° 13°

Notícias / Geral / Tubarão / Florianópolis

Filho de ex-reitor da Ufsc é indiciado

A PF comunicou que o inquérito foi finalizado e enviado ao Ministério Público Federal (MPF).

Repórter Sul é autor deste post!

Publicado por Repórter Sul em 17/05/19 10h47
0 Comentários

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Filho de ex-reitor da Ufsc é indiciadoFoto: Divulgação

A Polícia Federal indiciou Mikhail Vieira de Lorenzi Cancellier, filho do ex-reitor da Universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc) Luiz Carlos, e mais 22 pessoas após as investigações da operação Ouvidos Moucos, deflagrada para desarticular uma suposta organização criminosa que é acusada de desviar verbas de cursos de Educação a Distância (EaD) oferecidos pelo programa Universidade Aberta do Brasil (UAB) na Ufsc.

Entre os crimes apontados estão concussão, peculato, lavagem de dinheiro, organização criminosa, violação de sigilo funcional, falsidade ideológica, além de outras tipificações. Os 23 são indiciados por crimes diferentes. A PF comunicou que o inquérito foi finalizado e enviado ao Ministério Público Federal (MPF).

Mikhail é filho do ex-reitor tubaronense da Ufsc, Luiz Carlos Cancellier de Olivo, que durante as operações foi preso por suspeita de tentar barrar a investigação interna que estava em curso, e depois cometeu suicídio. De acordo com o relatório do inquérito, Mikhail foi indiciado porque “não soube explicar a origem de R$ 7.102 transferidos para sua conta por Gilberto Moritz, recursos que foram oriundos do projeto Especialização Gestão Organizacional e Administração em RH, que era coordenado por Luiz Carlos Cancellier de Olivo, o qual também ordenou a despesa do projeto”.

Por Diário do Sul

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Filho de ex-reitor da Ufsc é indiciado

Enviando Comentário Fechar :/