Olá Visitante,

Céu limpo

São Ludgero

26° 10°

Colunistas / São Ludgero / Memória Viva

Cruzamento das ruas Padre Auling e Padre Roher, o que mudou?

O trânsito era incomparável com os dias atuais. Quem enfrenta este trânsito na travessia da ponte em 2018, conhece bem os problemas deste cruzamento. Mas além disso o interesse é mostrar as modificações.

Repórter Sul é autor deste post!

Publicado por Repórter Sul em 10/05/18 12h59
0 Comentários

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Google Plus
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

#Memóriaviva

Cruzamento das ruas Padre Auling e Padre Roher, o que mudou?Foto: Antigas Acervo Nelio Bianco / Atuais: Fernando Sombrio

O que dizer deste cruzamento das ruas Padre Auling com a Padre Roher, local que modificou muito ao longo dos anos?

Antes de começar o relato sobre as imagens, gostaria de agradecer ao senhor Nelio Bianco que sempre registrou os melhores momentos desta cidade a qual sou apaixonado. Por causa dele temos um grande acervo histórico.

Na década de 80 o prédio de esquina, onde hoje está a loja Cristal, era a Casa Jeovane de seu Vendolino Brüning, já a edificação que hoje está situada a loja JVETEC, era o Mercado Philippi, de Titus Philippi.

Lá no fundo desta primeira foto da para perceber a Igreja Matriz e um antigo Bar que passou gerações: foi o bar do senhor Adolfo Buss, depois de José Hercílio Nazário (Zé Kurti), Olívio Nazário (pai do Celei Secrets) e posteriormente de Zé Furlan, dono do famoso pastel do Zé. Hoje já não há mais a construção antiga.

Na frente do bar vimos a construção do prédio que foi sede da Agência do Banco do Brasil durante anos em São Ludgero.

Dá para notar facilmente nas imagens que São Ludgero era uma cidade pacata e tranquila. O trânsito era incomparável com os dias atuais. Quem enfrenta este trânsito na travessia da ponte em 2018, conhece bem os problemas deste cruzamento.

________________________________________________________________________________

Na segunda imagem, abaixo, podemos ver que onde é a Casa Jeovane hoje, era a Lanchonete e Churrascaria Buss (Bar do Pipa). O prédio no canto esquerdo era o Mercado De Pieri. Observem a tranquilidade que transparece a foto antiga.

 

_________________________________________________________________________________

Nesta foto percebe-se o Posto Buss com a bandeira Atlantic, na época da enchente de 74, ocasião que dispensa maiores comentários, no momento, pois traremos muitos detalhes dela nesta coluna.

_________________________________________________________________________________

Nesta outra imagem também da década de 70, visualizamos o prédio do Mercado Philippi citado acima, que foi primeiro sede da Cooperativa Mixta São Ludgero (um armazém comercial). Notem que diferente da 1ª foto desta coluna, ainda não havia sido construído o prédio que foi sede da Casa Jeovane.

Ao fundo notem a empresa Incoplast em seu inicio de carreira, até hoje ela permanece na Rua Padre Auling, mas justamente na outra ponta. Na foto do lado direito da Incoplast a Panificadora Philippi.

_________________________________________________________________________________

Esta imagem (década de 70) mostra a moto niveladora (patrola) ajeitando a estrada que viria a receber pavimentação asfáltica. Ao fundo o Posto Buss, atual Posto do Alemão Beira Rio e uma grande estrada de terra sem muitas construções.

Importante ressaltar que as imagens atuais foram registradas em um horário de pouco movimento, a fim de demonstrar mais detalhes das construções, sem a forte presença de veículos.

Nos ajude enviando fotos para feusombrio@hotmail.com

Por Fernando Sombrio

Colaboração de imagens: Nelio Bianco

Colaboração com informações: Amilton Becker

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Cruzamento das ruas Padre Auling e Padre Roher, o que mudou?

Enviando Comentário Fechar :/