Olá Visitante,

Notícias / Geral / São Ludgero

Acusados da morte de Romoaldo e Claudecira serão julgados nesta quarta, 03 de agosto

Eles foram vítimas de um acidente no ano de 2014, onde segundo a polícia, os acusados fugiam com uma Toyota Hilux SW4, furtada.

Repórter Sul é autor deste post!

Publicado por Repórter Sul em 02/08/22 19h36
0 Comentários

  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp

Acusados da morte de Romoaldo e Claudecira serão julgados nesta quarta, 03 de agostoFoto: Fernando Sombrio / Repórter Sul

O fato chocou a região.

   Nesta quarta-feira, 03, conheceremos o destino de Jeferson e Gilberto, ambos acusados pela morte dos moradores de São Ludgero, Romoaldo Moreira e de Claudecira Santos da Silva, que foram vítimas de um acidente, onde os réus fugiam da polícia em uma perseguição, no ano de 2014. O Tribunal do Júri será realizado na Câmara Municipal de São Ludgero. O Júri chegou a ser agendado no dia 27 de novembro de 2019, mas foi cancelado sendo remarcado para 2020. Porém com a chegada da Pandemia da Covid - 19, não pôde ser realizado mais uma vez. 

Acusados da morte de Romoaldo e Claudecira serão julgados nesta quarta, 03 de agosto

Relembre:

Duas pessoas morreram em um acidente, em São Ludgero, na noite de sábado 04 de outubro de 2014. Na ocasião, segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), os dois homens fugiam da polícia em uma Toyota/Hilux SW4 quando fizeram uma ultrapassagem e colidiram em uma Ecosport que fazia a conversão a esquerda. As duas pessoas que estavam no segundo veículo (Romoaldo e Claudecira) morreram na hora. 

A colisão ocorreu por volta das 22h na SC-108, na localidade de Divina Providência. De acordo com a PMRv de Lauro Müller, a Hilux envolvida no acidente foi furtada na sexta-feira (3) em Criciúma e estava com as placas adulteradas. 

Romoaldo Moreira, de 51 anos, que dirigia a Ecosport, e a carona Claudecira Santos da Silva, de 37 anos, morreram no local do acidente. Segundo o Corpo de Bombeiros de Braço do Norte, eles estavam presos às ferragens do carro. 

Mesmo com a gravidade do acidente, os acusados saíram do veículo e se embrenharam em um matagal às margens da rodovia. A Polícia Militar e a Policia Civil realizaram buscas pelo matagal e minutos depois, localizaram Jeferson Gomes, com 32 anos na ocasião, vulgo Cabelo, morador de Braço do Norte, que foi detido em flagrante. Já Gilberto Oening Batista, 29 anos, vulgo Bilica, natural de Rio Fortuna, que dirigia o veículo, logrou êxito na fuga, mas acabou sendo encontrado posteriormente.

   Segundo denúncia do Ministério Público, os denunciados em comunhão de desígnios e esforços e sem se importarem com os riscos advindos de suas condutas, empreenderam velocidade acima de 160 km/h (cento e sessenta quilômetros por hora), com o objetivo de fugirem da ação policial e evitarem suas prisões pela prática do crime de receptação. Também que a vítima não poderia imaginar que o veículo em que estavam os denunciados estivesse em uma velocidade tão excessiva, considerando que no local existe uma lombada, obrigando o condutor que vem em sentido contrário a reduzir a velocidade. Com o impacto, segundo laudo pericial, a Ecosport foi arrastada por 10 metros.

O Júri inicia às 9 horas.

Comentários

Olá, deixe seu comentário para Acusados da morte de Romoaldo e Claudecira serão julgados nesta quarta, 03 de agosto

Enviando Comentário Fechar :/