Publicidade

Vídeo: Neymar manda recado ao menino sãoludgerense que enfrenta um câncer



Vídeo: Neymar manda recado ao menino sãoludgerense que enfrenta um câncer
Foto: Reprodução vídeo

O menino de São Ludgero, Samuel Ribeiro Arent, de 12 anos, que luta contra um câncer, recebeu um vídeo de seu ídolo, o craque do Paris Saint-Germain, Neymar Junior. Neste vídeo o jogador deseja que a sua recuperação seja rápida.

Em alguns segundos de vídeo, Neymar, agradeceu o carinho e mandou forças ao garoto, que claro ficou muito feliz e emocionado. 

Confira:

Família de São Ludgero busca apoio para custear tratamento de menino de 12 anos

Samuel Ribeiro Arent enfrenta um câncer do tipo linfoma não-Hodgkin.

Nunca é fácil receber o diagnóstico de uma doença, principalmente quando a combinação de letras forma a palavra câncer, seja qual for o tipo ou o local afetado. A situação se torna ainda mais complicada quando o paciente é uma criança. Além de todos os efeitos colaterais do tratamento, é difícil abrir mão das atividades e brincadeiras da infância. A estrutura familiar também é abalada.

 

Apesar de todos os contratempos, o saoludgerense Samuel Ribeiro Arent, de 12 anos, enfrenta a reincidência do câncer do tipo linfoma não-Hodgkin de forma bastante positiva. “Ele vive dia após dia. Tem muita força e fé. Ao receber o diagnóstico da reincidência do câncer e das alternativas para a cura, nos disse ‘quando será o transplante ?’”, relata o pai Everson Arent. A positividade do garoto é fundamental para seguir o tratamento, que terá a aplicação da segunda dose da quimioterapia na próxima segunda-feira, dia 7, em Florianópolis. Ele realiza o tratamento no Hospital Infantil Joana de Gusmão. “A Medicina é muito importante, mas a fé é fundamental. E isso nós temos de sobra”, diz.

A doença foi descoberta em novembro de 2016 com o surgimento de um caroço na virilha do menino. Após aproximadamente três meses realizando uma série de consultas e exames, a família recebeu o diagnóstico. “A médica nos relatou que a doença já estava em estágio avançado e com focos em várias partes do corpo. Chegaram a cogitar a possibilidade de amputar uma das suas pernas, já que a suspeita inicial era de que seria um carcinoma”, detalha o pai. “Foi um momento muito difícil, pois ele ficou muito fraco e chegou a ir para a UTI, mas nunca perdemos a fé. Ele mostrou uma recuperação e foi submetido a exames, que mostraram que ele não tinha mais nada. Ainda assim, finalizou o tratamento com as quimioterapias”, completa.

Samuel passava por exames de rotina há quatro meses e todos apontavam resultados positivos. Porém, os pais perceberam o surgimento de caroços no couro cabeludo e na cervical. “O do couro cabeludo cresceu rapidamente e procuramos a médica. Ela solicitou que levássemos o Samuel para Florianópolis imediatamente. Após mais exames, recebemos a notícia de que o câncer havia reincidido”, conta Arent. Os exames mostraram que a medula óssea do menino está saudável, o que possibilitará um autotransplante.

O caso ainda passará pela avaliação de um especialista de Porto Alegre. Os trâmites para o procedimento já estão encaminhados e deve ser viabilizado por meio do SUS. “Estamos recebendo muito apoio da Prefeitura, mas nem tudo podem disponibilizar e teremos muitas despesas. Ele precisará realizar um PET Scan a cada dois meses, sendo o custo desse exame entre R$ 4 e 5 mil. Além disso, quando não conseguirmos auxílio dos poderes públicos, precisaremos arcar com despesas de locomoção, estadia e alimentação durante o tratamento e após o autotransplante”, pontua o pai.

Ação entre amigos

Uma ação entre amigos foi realizada para auxiliar a família. O bilhete pode ser adquirido pelo valor de R$ 20,00. Mais informações podem ser obtidas com o pai do menino por meio do telefone (48) 99918 6498. As pessoas também podem contribuir por meio de depósito ou transferência bancária para a conta corrente da Caixa Econômica Federal número 21294-9, agência 1070.

 

“Nós já estamos recebendo muito apoio e carinho. Agradeço a Deus, a Igreja que frequentamos, a empresa em que trabalho e a escola do Samuel pela compreensão da mudança de rotina, a Prefeitura por todo auxílio, a equipe médica, aos familiares e amigos, ao departamento de esporte do município. Muito obrigado a todos!”, declara Arent. “Todos abraçaram essa causa. Os amigos que não podem ajudar em dinheiro pegam blocos ação entre amigos para vender. Na minha conta bancária tinha um depósito de R$ 10,00. Isso é muito emocionante, pois uma pessoa que não tenha condições financeiras tirou R$ 10,00 do seu orçamento para nos ajudar”, relata.

Samuel, o pai, a mãe Maria Fabiana e o irmão mais novo Lucas Emanuel seguem confiantes na cura da doença. “A fé em Deus e todo o apoio que recebemos nos dá a certeza de que venceremos mais essa batalha”, conclui Arent.

Matéria sobre tratamento: 

Stéphanie Piava 
Jornalista 4101-JP/SC