Publicidade

Seis equipes realizaram mais um trabalho de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti em São Ludgero



Seis equipes realizaram mais um trabalho de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti em São Ludgero
Foto: Bertoldo Kirchner Weber/Assessoria de Comunicação Município de São Ludgero

Relaxamento por parte de algumas pessoas em relação as suas residências, mau exemplo de motoristas e pedestres e falhas no recolhimento do lixo pela cidade foram situações detectadas em São Ludgero durante a mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti que está acontecendo neste sábado, 13 de fevereiro.

Ao todo foram 33 funcionários municipais, divididos em seis equipes, que realizaram um trabalho de pente fino pelo perímetro urbano. Por onde passaram recolheram copos, latas de refrigerante, pacotes plástico e de papel entre outros. Secretários municipais e o vice-prefeito Ibaneis Lembeck participaram da ação. Além da distribuição de folders e cartilhas com informações e dicas relacionadas a prevenção, um carro de som, também, foi utilizado para alertar a população. Ao passarem caminhando pelas ruas e constatarem situações preocupantes em residências os mobilizadores aproveitaram para alertar sobre os riscos e se necessário, fizeram recolhimentos. O que chamou atenção de técnicos e agentes comunitárias de saúde é o fato de muitas pessoas ainda não acreditarem que o problema é tão grave. Os problemas detectados em lixeiras públicas foram registrados e repassados à Secretaria Municipal de Saúde e a Vigilância Sanitária para que as devidas providências sejam tomadas de imediato.

Para a Secretária Municipal de Saúde e Promoção Social, Nilva Schlickmann Pickler, ações como a que estão acontecendo é importante para que as pessoas e a própria Administração Municipal perceba que qualquer descuido dá margem para que um criadouro de Aedes Aegypti surja. “Não é agora que São Ludgero decidiu assumir com força e responsabilidade o combate ao mosquito e fazer o trabalho da forma que deve ser feito. Já foram realizadas várias ações. Hoje, mostrou na prática, mais uma vez o que é muito divulgado pelos meios de comunicação, que a responsabilidade de combater o Aedes Aegypti é de todos, caso contrário, será difícil controlar a proliferação do mosquito”, ressalta.

A ação vai ao encontro da solicitação feita pelos Governos Federal e Estadual, convocando para que no dia 13 de fevereiro, fosse realizado o dia “D” de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, Chikungunya e Zika. O trabalho em São Ludgero foi realizado das 7h30min às 11 horas.

Colaboração: Bertoldo Kirchner Weber/Assessor de Comunicação Município de São Ludgero