Publicidade

Reparos de smartphone que você provavelmente não deve tentar em casa



Reparos de smartphone que você provavelmente não deve tentar em casa
Foto: © Reprodução / Gizmodo

Ficar com um telefone quebrado não é uma situação que você quer passar durante muito tempo, mas há sempre a questão de saber se você desembolsa o dinheiro com um reparo profissional ou tenta arrumar sozinho (supondo que você não tenha adquirido uma cobertura de seguro ou garantia). Este deve ser o seu guia para decidir quando enfrentar alguns reparos sozinho e quando deixar para os especialistas.

Erros de software

Problemas de software são os mais fáceis de corrigir em um telefone, mas você não deve assumir automaticamente que pode consertar tudo. Problemas com um aplicativo em particular, muitas vezes podem ser resolvidos ao desinstalar e reinstalar o app, que deve limpar quaisquer dados temporários corrompidos e retornar tudo de volta ao normal.

Se você está percebendo falhas e lentidão mais que o normal no seu telefone, nós escrevemos um monte de guias no passado para melhorar o desempenho no Android e iOS – liberar o máximo de espaço de armazenamento que você puder é geralmente o caminho a seguir, já que você não pode exatamente fazer upgrade do CPU e RAM. Você deve sempre instalar atualizações do sistema operacional e de aplicativos também, embora hoje em dia seja muito difícil evitar fazer isso.


© Fornecido por 
Imagem: Apple

correção mais eficaz e abrangente para os problemas de software e lentidão no seu telefone é sempre um reset de fábrica, colocando o seu telefone de volta do jeito que era antes de você instalar aquele monte de aplicativos e as grandes bibliotecas de fotos tomarem conta do armazenamento disponível. Não é difícil de fazer, mas você precisa fazer um backup das suas coisas antes.

Em aparelhos Android padrão, vá para Sistema, em seguida, Reiniciar em Configurações (a versão do Android que você está usando pode ser ligeiramente diferente); no iOS, você precisa ir para Geral Redefinir depois Redefinir Todos os Ajustes e depois de alguns minutos ele vai esquecer completamente quem você é e você terá que começar o processo de instalação do zero.

Se o telefone caiu

Um telefone que cai nem sempre é só uma tela rachada. Às vezes a queda causa problemas menores que podem levar a dificuldades frustrantes. Ele pode estragar o contato no mecanismo de recarga, por isso, se o seu aparelho lhe dá a opção de mudar para o carregamento sem fio em vez de um cabo, talvez isso seja o suficiente para trazer o seu telefone de volta à vida.

Um reset às vezes também pode trazer um telefone que caiu de volta à vida, embora as chances não sejam grandes. Em um iPhone, você precisa pressionar e segurar o botão Dormir/Acordar e o botão Diminuir Volume por pelo menos dez segundos, até que você ver o logotipo da Apple; no Android, verifique as instruções do fabricante, mas no Pixel basta pressionar e segurar o botão de energia por pelo menos dez segundos.


© Fornecido por .
Imagem: Apple

Além dessas tentativas não há grande coisa que você possa fazer sozinho a menos que você conheça o seu telefone tão bem quanto o pessoal do iFixit. É possível que uma cuidadosa desmontagem possa corrigir o que está errado, mas é algo raro.

As chances são de que a queda permanentemente danificou ou bagunçou algo dentro de seu telefone, assim, a visita a uma oficina de conserto profissional é realmente a sua melhor opção – eles serão capazes de desmontar o telefone para você, identificar o que está errado, e dizer se o componente pode ser arrumado ou substituído.

Telefone estilhaçado

Uma queda para o seu telefone geralmente está associada a uma quebra de tela. Isto pode ser qualquer coisa de pequeno e pouco perceptível a grande que se estende por toda a tela, o que também vai afetar a forma como você pode consertá-lo. Se o dano for particularmente grande, então você vai precisar substituir a tela.

Você pode, se quiser, enfrentar esse monstro você mesmo, se achar que tem coordenação o bastante para o trabalho. O iFixit tem alguns excelentes guias para Android e iOS que você pode seguir à risca para substituir a tela. Confira o guia para o seu telefone em primeiro lugar para saber quanto esforço está envolvido.


© Fornecido por 
Imagem: Alex Cranz/Gizmodo

Você vai precisar de uma chave de fenda e uma tela de substituição, o que não deve ser muito difícil de conseguir dado o número de pessoas propensas a derrubar os telefones de seus bolsos. Você pode querer comparar o preço de uma nova tela com o valor de arrumar tudo profissionalmente para ajudar a decidir o que você quer fazer.

Não há vergonha nenhuma em admitir a derrota e levar o telefone em algum lugar para ser arrumado por peritos. A Apple faz isso por você, assim como alguns outros fabricantes, e também uma lojinha de conserto próxima a você – esses caras fazem substituições de tela o tempo todo, então pode ser melhor e mais rápido fazer com eles.

Telefone mergulhador

Felizmente, praticamente todos os aparelhos modernos são agora resistentes à água, embora existam algumas exceções. Se você tem um aparelho que não é resistente à água, e ele der um mergulho, então você pode tentar alguns truques para fazê-lo funcionar – mas depende da extensão do dano e da marca do telefone.

Antes de fazer qualquer outra coisa, desligue o telefone, tire o cartão SIM só por via das dúvidas e limpe o aparelho com uma toalha para ver quanto dano pode ter sido feito. Espere uma ou duas horas para ligá-lo e ver se ele não volta a vida. O segredo é deixar a secagem acontecer tão naturalmente quanto possível, mesmo que para isso seja necessário um pouco de paciência extra. Portanto, não tenha medo em esperar 24 horas ou mais antes de tentar novamente.


© Fornecido por 
Imagem: Sam Rutherford/Gizmodo

Se mais secagem for necessária, evite o uso de um secador de cabelo já que a intensidade do calor pode causar danos extra. De acordo com a última loja de conserto local que visitamos pessoalmente, colocar seu telefone em um saco de arroz não faz qualquer diferença para a umidade no interior, mas secar o telefone o deixando em um recipiente selado com gel de sílica é outra recomendação comum que você pode querer tentar.

A melhor aposta ainda é apenas ser paciente e esperar. Se você ligar o dispositivo cedo demais ele vai ficar danificado. Uma vez que o dano por água ocorreu existe uma solução ainda: Vá para um serviço de conserto de telefone profissional. A equipe lá não será capaz de fazer milagres, mas eles serão mais capazes de desmontar de forma segura e remontar os componentes do telefone e experimentar componentes separadamente. Se o telefone ainda não puder ser recuperado, é hora de pensar em um novo.

Telefone morrendo

Na maioria dos casos, telefones resistentes a água vem com o custo de uma bateria removível. Isso significa que quando a bateria começar a falhar (geralmente cerca de 3-4 anos após a compra) é hora de comprar um telefone novo ou substituir a bateria do seu atual. Você saberá que é hora quando ela não manter a carga por mais de um dia, mas você pode verificar dirito pelo download de um aplicativo de bateria como o Battery Doctor (disponível para Android e iOS).


© Fornecido por 
Imagem: Alex Cranz/Gizmodo

Se você tem mãos firmes e ferramentas pequenas, não é tão difícil substituir a bateria de um smartphone, você só precisa de muita paciência e cuidado. As baterias podem ser encontradas normalmente por cerca de U$ 10 a U$ 15 online e tutoriais estão disponíveis no Youtube ou no iFixit.

Se abrir o seu telefone e economizar alguma grana não parecer tão atraente então qualquer loja de conserto pode substituir sua bateria em cerca quinze minutos. E vão cobrar algo por volta de U$ 50 a U$ 100, então definitivamente dê uma olhada por aí antes de ir para o lugar mais próximo.

Se a loja não tem tempo (ou a bateria para o seu dispositivo) você vai precisar entrar em contato com o fabricante, e espero que não cobrem uma taxa muito alta para a substituição. A Apple, por exemplo, cobra U$ 80 para o reparo. Isso é bastante, mas ainda é bem menos do que o custo de um telefone novo.

Fonte: Gizmodo