Publicidade

Polícia prende segundo autor de homicídio Orleanense



Polícia prende segundo autor de homicídio Orleanense
Foto: Divulgação

Na manhã de hoje, 14/06/2017, por volta de 06h, policiais civis de Orleans, juntamente com o apoio de policiais civis da Coordenadoria de Operações Policiais Especiais do Paraná (COPE), deram cumprimento ao mandado de prisão do segundo envolvido no homicídio ocorrido na data de 06 de maio de 2017, em frente à uma casa noturna da cidade, que vitimou Robson Ribeiro Laurindo.

 

O homem, que é natural de Curitiba, é o autor dos cinco disparos de arma de fogo contra a vítima Robson e após continuidade nos trabalhos investigativos da Polícia Civil de Orleans, foi localizado em uma chácara na zona rural da cidade de Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba, onde encontrava-se escondido desde a data do homicídio.

 

O indivíduo foi conduzido até a delegacia de Orleans, onde confessou integralmente os fatos, sendo então encaminhado ao presídio regional onde permanecerá à disposição da justiça.

 

Após um mês e oito dias de intensa investigação, o inquérito policial agora segue concluído para o Poder Judiciário, que se incumbirá de promover o devido processo contra os autores do homicídio do jovem orleanense.

 

Relembre os fatos.

 

A Polícia Civil, por intermédio da Delegacia de Polícia da Comarca de Orleans, concluiu as investigações que apuraram a morte do jovem orleanense Robson Ribeiro Laurindo, o “Bob”, assassinado a tiros na madrugada do dia 6 de maio, em frente a uma casa noturna da cidade.

Conforme as investigações, Robson teria sido morto ao tentar defender um amigo que havia sido ameaçado de morte pelos autores durante desentendimento ocorrido no interior de uma casa noturna de Orleans.

Histórico dos fatos

Segundo informações da Polícia Civil, os dois autores teriam provocado um dos amigos da vítima Robson, a qual não se fazia presente no momento do desentendimento, ocasionando um princípio de briga no interior da casa noturna.

Os dois autores então foram retirados da casa noturna, enquanto os amigos da vítima permaneceram no interior do estabelecimento.

Com promessas de vingança, os autores saíram de Orleans na condução de um veículo Audi em direção ao município de Braço do Norte para buscar um revólver calibre .38 e retornaram ao local do evento, passando a circular por diversas vezes com o carro em frente ao estabelecimento.

Com o encerramento do evento, Robson Laurindo se encontrava em um food truck próximo ao local, quando veio a saber que um dos amigos estaria sendo vigiado da esquina pelos autores que haviam lhe ameaçado de morte e resolveu acompanha-lo até sua casa.

No cruzamento da esquina da casa noturna, por volta das 5h40min, Robson percebeu a movimentação dos autores que estavam na outra esquina da rua, visualizando também que um deles possuía uma arma de fogo nas mãos.

Robson então sacou um canivete e foi ao encontro dos autores para tirar satisfação da briga, sendo então alvejado subitamente com cinco disparos de arma de fogo (o primeiro disparo pela frente, atingindo-lhe na região do peito, e os outros quatro, nas costas), que lhe levaram a óbito no próprio local.

Das investigações

Segundo a Polícia Civil, o autor, que já está preso, foi identificado no primeiro dia e o segundo, que está foragido, no terceiro dia de investigações, através de intenso trabalho de cruzamento de informações e banco de dados com a análise das câmeras de vigilância do estabelecimento noturno em que os autores haviam festejado a noite.

Segundo os investigadores, logo após matar Robson, os autores correram para o veículo Audi e cruzaram o estado de Santa Catarina em alta velocidade, adentrando no estado do Paraná por volta de 10h.

Através de análise de outros dados, identificou-se que o dono do Audi estaria escondido em uma residência na cidade de Curitiba juntamente com mais dois outros homens que também possuiriam mandado de prisão pela prática de crimes contra vida.

De posse da informação, efetuou-se contato com o Centro de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil do Paraná (COPE) e foi montada operação para a captura do proprietário do Audi.

Chegando ao esconderijo, entretanto, houve confronto e troca de tiros com os policiais civis, resultando na fuga de dois homens (dentre eles o do dono do Audi) e na prisão de outros dois homens. Na casa também foram apreendidas cinco armas de fogo, dentre elas três revólveres que estão sendo periciados, além do veículo Audi utilizado na fuga.

O proprietário do Audi, natural do Estado do Mato Grosso, foi preso no dia 15, sendo então trazido de Curitiba para Orleans, onde foi interrogado e encaminhado ao Presídio de Criciúma, encontrando-se atualmente preso.

O atirador, também de fora do Estado, embora identificado, encontra-se foragido e as diligências continuam na tentativa de captura-lo.

A Polícia Civil de Orleans agora coleta as últimas provas e aguarda a vinda de laudos periciais por parte do Instituto Geral de Perícias, já que umas das provas será realizada em Curitiba.

A instituição externa agradecimentos à Polícia Civil do Paraná, através do Centro de Operações Policiais Especiais do Paraná (COPE), Polícia Rodoviária Federal, 2ª Vara da Comarca de Orleans e 2ª Promotoria de Justiça de Orleans, os quais confiaram no trabalho e com sua colaboração foram imprescindíveis para a elucidação do crime.

 

 

 

Embriaguez e acidentes
Casos de embriaguez ao volante e diversos acidentes são registrados em Braço do Norte

Por volta das 22 horas deste sábado, 30, a guarnição da PM foi acionada para verificar um acidente de trânsito...

Fatalidade
Ao acessar rodovia, motociclista é atingido por veículo e morre

Um acidente de trânsito resultou na morte de um motociclista, de 69 anos, no KM 172 da SC-370, em Tubarão....

Abandono de incapaz
Mãe teria deixado três crianças sozinhas em casa para ir a festa

Na noite desta terça-feira (05), a polícia militar de Criciúma foi acionada para averiguar uma denúncia de que crianças estariam...